terça-feira, 24 de outubro de 2017


A flor de Lotus - Salmo 40

David disse: Tirou-me dum lago horrível, dum charco de lodo, pôs os meus pés sobre uma rocha, firmou os meus passos.



A Flor de Lotus, nasce linda, bela, brilhante, viçosa e vive do lodaçal e lama de águas estagnadas donde brotou em caminho à luz do dia que a nutre. Para os orientais sensíveis á ordem de Melquisedeque, ela representa o facto de graciosamente a luz divina conseguir nutrir e manter uma criatura, tirando-a do fundo do lodo e lamaçal. É o paradoxo gracioso do belo a surgir da lama, do puro e brilhante a surgir da fealdade, para graciosamente ser nutrido embelezado pela luz divina. 

Não existe melhor definição para o Salmo 40, para David, que cometeu atrocidades, mas foi levantado para ser um Homem com coração de Deus. É e deve ser símbolo do Grande Iluminado, que não é o buda, mas sim Cristo Jesus, a luz do mundo, que sendo Deus encarnou na Humanidade caída na lama do pecado do egoísmo, para daí ressurgir, inclusive da morte, para a Luz do dia, que é a Luz que Ele Cristo Jesus é.
Cristo Jesus foi profetizado como aquele sem beleza aparente, como o sofredor na lama, quer por David 1000 a.c. , quer por Isaías c. de 650 a.c. , como a Luz do mundo, não uma luz, mas sim a Luz do mundo.

Ele desceu do puro Transcendente e encarnou na nossa lama, foi até ao mais profundo de tal lama, ás profundezas do pecado e de nossas mazelas e de lá ressurgiu, puro como sempre, cheio de luz, lindo.

Nele, em Cristo, todos podemos e devemos ressurgir da lama, embelezados por sua luz graciosa, como belas criaturas, que sobrevivem acima da lama donde foram retirados por tão gracioso Amor.

Assim fui eu retirado da lama, assim foi David, em Cristo, meditando na inefável graça de poder ser Flor de Lótus para a Luz Divina, no dia 24/10/2017, 2000 e tal anos depois da Grande Flor de Lotus ter ressuscitado da lama da morte para de todos fazer flor de Lotus.

Salmo 40

Esperei com paciência no SENHOR, e ele se inclinou para mim, e ouviu o meu clamor.
Tirou-me dum lago horrível, dum charco de lodo, pôs os meus pés sobre uma rocha, firmou os meus passos.
E pôs um novo cântico na minha boca, um hino ao nosso Deus; muitos o verão, e temerão, e confiarão no Senhor.
Bem-aventurado o homem que põe no Senhor a sua confiança, e que não respeita os soberbos nem os que se desviam para a mentira.
Muitas são, Senhor meu Deus, as maravilhas que tens operado para conosco, e os teus pensamentos não se podem contar diante de ti; se eu os quisera anunciar, e deles falar, são mais do que se podem contar.
Sacrifício e oferta não quiseste; os meus ouvidos abriste; holocausto e expiação pelo pecado não reclamaste.
Então disse: Eis aqui venho; no rolo do livro de mim está escrito.
Deleito-me em fazer a tua vontade, ó Deus meu; sim, a tua lei está dentro do meu coração.
Preguei a justiça na grande congregação; eis que não retive os meus lábios, Senhor, tu o sabes.
Não escondi a tua justiça dentro do meu coração; apregoei a tua fidelidade e a tua salvação. Não escondi da grande congregação a tua benignidade e a tua verdade.
Não retires de mim, Senhor, as tuas misericórdias; guardem-me continuamente a tua benignidade e a tua verdade.
Porque males sem número me têm rodeado; as minhas iniqüidades me prenderam de modo que não posso olhar para cima. São mais numerosas do que os cabelos da minha cabeça; assim desfalece o meu coração.
Digna-te, Senhor, livrar-me: Senhor, apressa-te em meu auxílio.
Sejam à uma confundidos e envergonhados os que buscam a minha vida para destruí-la; tornem atrás e confundam-se os que me querem mal.
Desolados sejam em pago da sua afronta os que me dizem: Ah! Ah!
Folguem e alegrem-se em ti os que te buscam; digam constantemente os que amam a tua salvação: Magnificado seja o Senhor.
Mas eu sou pobre e necessitado; contudo o Senhor cuida de mim. Tu és o meu auxílio e o meu libertador; não te detenhas, ó meu Deus.
Salmos 40:1-17


Sem comentários:

Publicar um comentário