terça-feira, 13 de maio de 2014

Amor a Deus e ao Próximo


Sansão - tipo de Cristo - aquele que se consagrou totalmente para que nele fossemos consagrados, pois fora do sangue do calvário ninguém se consegue consagrar de verdade.

Sansão, aprender a morrer e a despojar até às ultimas consequências.

Sansão, dirigiu o povo rebelde que não queria a Lei do amor, e triste e frustrado por isso, acabou ele mesmo por atrair sobre si toda a carnalidade do povo, assumindo-a, tendo por isso quebrado seus votos da dignidade da vocação a que foi chamado; a fim de que tendo toda essa carnalidade do povo em si reunida, a pudesse matar pelo sofrimento e morte vicária – tipo imperfeito de Cristo.

Sansão -  Deus sempre cumpre seu propósito para a vida de cada um de seus filhos chamados para imitar o Cordeiro imolado antes da fundação do mundo, pelo que morrendo, Sansão cumpriu em plenitude seu chamado de encarnar o amor altruísta da Lei, dando a vida pelo povo, libertando o oprimido povo pela destruição de seu inimigo e glorificando plenamente a Deus.

Porque nele habita corporalmente toda a plenitude da divindade;
E estais perfeitos nele, que é a cabeça de todo o principado e potestade;
No qual também estais circuncidados com a circuncisão não feita por mão no despojo do corpo dos pecados da carne, pela circuncisão de Cristo;
Sepultados com ele no batismo, nele também ressuscitastes pela fé no poder de Deus, que o ressuscitou dentre os mortos.
E, quando vós estáveis mortos nos pecados, e na incircuncisão da vossa carne, vos vivificou juntamente com ele, perdoando-vos todas as ofensas,
Havendo riscado a cédula que era contra nós nas suas ordenanças, a qual de alguma maneira nos era contrária, e a tirou do meio de nós, cravando-a na cruz.
E, despojando os principados e potestades, os expôs publicamente e deles triunfou em si mesmo.
Colossenses 2:9-15

Custe o que custar, doa o que doer - glória ao Nome Inefável do Trespassado.

J.P. Maia, no ultimo de Janeiro de 2014 – Chamado para ser nazireu, a fim de viver em sobriedade, pureza e comprometimento com crescimento continuo processual no Reino, rejeitando toda a instituição que nega a Lei da comunidade do Amor, mas jamais rejeitando amar seja quem for, com tudo quanto diz respeito ao amor, nas mais variadas circunstâncias...

Sem comentários:

Publicar um comentário